Spoilers! Mago: o Despertar 2e – Magias

Olá vampiros, destituídos, despertos, perdidos e tantos outros. Eu sou Dante Alighieri e irei apresentar aqui os spoilers já lançados para a segunda edição de Mago: o Despertar.

Hoje irei falar um pouco de como ficaram as magias e os Grimórios. Agora temos 3 tipos de magia. São eles:

  • Magia Improvisada: Ela é exatamente isso. Uma magia na qual você usou apenas seu conhecimento das Arcana para realizá-la.
  • Praxis: Ela é uma magia em que você ficou particularmente bom, uma marca de seu personagem. Você ganha uma a cada ponto de Gnose, e pode comprar mais com Experiência Arcana.
    • Quando um mago usa uma de suas Praxis, todas as suas Ferramentas Mágicas, contam como sendo Dedicadas. Isso reduz um bocado do Risco de Paradoxo, embora não o elimine completamente.
    • (Lembrando que Ferramenta Mágica é apenas um dos vários tipos de Yantra, conforme vimos semana retrasada)
  • Clássico: O Clássico é um Imago desenvolvido por um Mestre. Ele pode ser conjurado através de um Grimório ou aprendido com Pontos de Experiência.
    • Com o Clássico, você conta com o número de Reach disponível para o criador do Clássico (um Mestre na Arcana, ou seja, ele possui a Arcana com índice 5).
    • Ou seja, se você aprender o Clássico para uma magia de Espaço 1, você terá 5 de Reach para ela. 4 de Reach para uma magia de Espaço 2, etc.
    • Se você estiver conjurando um Clássico através de um Grimório (o que pode levar horas), ou um de desenvolvimento próprio, a magia se torna uma Ação de Rotina.
    • As magias de dano só se tornam uma Ação de Rotina caso você tenha criado o Clássico ou se você for conjurar de um Grimório (algo que é sempre feito de forma estendida).
    • Para você conjurar uma magia de um Grimório, é necessário possuir a Arcana da magia em questão. Sabe como é, tem que saber cozinhar pra poder seguir uma receita.
    • Com os Clássicos, você pode adicionar a Habilidade associada à magia (que nem a gente fazia na primeira edição).

Todos os três tipos de magia usam a mesma parada de dados: Gnose + Arcana.

Caso você tenha uma magia como Praxis e Clássico, você tem que escolher como conjurá-la.

Por último, vamos dar uma olhada numa das magias spoileadas pelo Dave Brookshaw, desenvolvedor do jogo:

***

Veil Sympathy (Espaço ••)

Prática: Velar

Fator Primário: Duração

Habilidades Clássicas Sugeridas: Astúcia, Política, Sobrevivência

As conexões simpáticas de um mago permitem a ele um alcance além de suas capacidades, mas elas também são uma avenida pelas quais seus inimigos podem atácá-lo. Essa magia esconde um dos Elos Simpáticos de seu alvo, escolhido pelo mago dentre aqueles que são conhecidos por ele. Qualquer tentativa de descobrir o Elo, ou usar o alvo como um Yantra Simpático provoca um Clash of Wills.

+1 Reach: Em vez de suprimir uma conexão simpática, o mago pode fazer o alvo parecer ter um Elo Simpático com alguma outra coisa ou pessoa. Tentativas de detectar o Elo provocam um Clash of Wills para enxergar através da enganação, mas tentativas de utilizar o alvo como um Yantra Simpático falham automaticamente.

+2 Reach: O mago pode suprimir todos os Elos Simpáticos do alvo. Esse efeito aplica-se a ambas direções, isto é, se o mago realiza esta magia em si mesmo, ele não pode ser utilizado como Yantra Simpático nem qualquer Yantra Simpático pode utilizá-lo como alvo sem um Clash of Wills.

***

O que acharam? Espero que tenham gostado. Semana que vem trago mais spoilers e, dessa vez, falarei mais sobre as Práticas. Adianto: todos os tipos de forças agora são afetáveis desde o primeiro nível. Não precisaremos ter que esperar ganhar um nível acima na Arcana pra afetar, digamos, eletricidade da mesma forma que afetamos fogo.

Irado né?

Até a próxima!

– Dante

5 comments

  1. Pingback: Eureka

Leave a Reply to abssyntho Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *