Spoilers! Mago: o Despertar 2e – Sabedoria

Sabedoria

(Resumido do post: Sophia’s Choice)

Olá vampiros, destituídos, despertos, perdidos e tantos outros. Eu sou Dante Alighieri e irei apresentar aqui os spoilers já lançados para a segunda edição de Mago: o Despertar.

Hoje iremos falar sobre a Sabedoria. Na primeira edição do jogo, ela era “a capacidade de equilibrar as necessidades deste mundo com um anseio pelo mundo superior”. Ela é também “o reconhecimento de quanto o mago ainda não sabe ou compreende.” Assim era descrita a Sabedoria na página 79 do livro básico de Mago.

Boa parte dos Pecados ou “atos de húbris” que constavam na lista de Sabedoria, eram resquícios da Moralidade humana. Não mais.

Húbris (s.m.) = orgulho excessivo, presunção, arrogância ou insolência (originalmente contra os deuses).

Do grego antigo ὕβρις – ‘Insolência’.

De acordo com o atual desenvolvedor da linha, Dave Brookshaw, a Sabedoria na segunda edição está sendo distanciada da Moralidade. É claro que muitos atos que vão contra a Sabedoria, também são imorais, mas o contrário não é necessariamente verdadeiro. Dave ainda comenta que crimes mundanos nem sempre vão ser contra a Sabedoria (lembrem que, na primeira edição, incêndio criminoso era um Pecado contra Sabedoria 5).

Afinal, o que então a Sabedoria representa? Novamente, de acordo com o desenvolvedor ela:

representa quanto controle um personagem tem sobre sua magia, e (como a magia é canalizada através de sua alma) a integridade e saúde relativa de sua alma. Mais ainda, ela representa quanto o personagem se importa com o impacto de sua magia nos outros.

[…]

Sabedoria *não* determina quão “bom” um personagem é – só o quão *cuidadoso* ele é. [Tradução nossa do original]

Efeitos da Sabedoria

  • A Sabedoria determina o quão longe se espalha a Nimbus do mago.
  • Ao chegar em Sabedoria 0, você se torna um dos “Mad” (apresentados no suplemento Left-Hand Path). Sua alma está estilhaçada e você perde o controle da sua magia, passando a vazar energia Superna. Ah! Não existe cura ou retorno desse ponto (ok, ok, Arquimagos de Morte talvez possam te ajudar…)
  • Para conter Paradoxos e transformá-los em dano a si mesmo, você tem que rolar Sabedoria.
  • Por último, mas não menos importante, sua Sabedoria vai te dar bônus ou penalidade para interagir com Goetia e Entidades Supernas.

Tiers de Sabedoria e Atos de Húbris

Em seu blog, Dave nos conta que a nova Sabedoria será agrupada em Tiers [patamares ou sequências, em tradução livre]. Cada nível de Sabedoria terá um Ato de Húbris associado a ele. Mais ainda, quando o jogador criar seu personagem, ele deverá definir um Ato de Húbris adicional, associado ao Tier em que ele se encontra. Isso será repetido toda vez que o personagem mudar de Tier.

Cada Tier terá uma quantidade de dados associados à ela, que serão os dados rolados em um teste de Degeneração. Essa rolagem pode ser modificada de acordo com seu ato: se ele foi guiado pela Virtude ou pela Obsessão do mago. Caso falhe, o Desperto perde um ponto e ganha uma condição (que será persistente, caso ocorra uma Falha Dramática).

E claro, toda vez que fizer um teste de Degeneração, ganhe um Beat Arcano! Nada mal, heim?

O que o Dave planeja colocar como Atos de Húbris?

  • Roubar almas
  • Criar uma Pedra da Alma
  • Usar magia para alcançar algo que você poderia ter feito sem ela
  • Deixar alguém que não tem nada a ver com a situação ser pego no meio de uma de suas magias
  • Aumentar as chances de Paradoxo ao deixar um Adormecido ver uma magia óbvia
  • Não tentar conter um Paraoxo severo
  • Prender um ser (efêmero ou humano) aos seus desejos contra a vontade deles
  • Deixar uma entidade Superna ser consumida pelo Mundo Decaído
  • Lidar com o Abismo

Um bocado de possibilidades né? Temos aí 9 possíveis Atos de Húbris. Se todos eles serão Atos de Húbris automaticamente nós não sabemos (apesar de alguns serem bem óbvios, como os que falam de paradoxo, almas e abismo).

Inuring

Por último, temos uma mecânica muito interessante que lembra, de certa forma, a mecânica de Banes do novo Vampiro: o Réquiem. Inuring [Dessensibilização, em tradução livre] é a forma que o mago tem para que, após uma de suas magias causar uma rolagem de Degeneração, ela nunca mais acarrete isso. Porém, tudo tem um custo. Ao se dessensibilizar de uma magia, ela passa a SEMPRE forçar um risco de Paradoxo de 2 dados. Ah sim, você só pode ter uma magia assim por ponto de Gnose.

Tentador, poderoso e perigoso, como tudo em Mago deve ser.

***

O que acharam? Espero que tenham gostado. Semana que vem trago mais spoilers e, dessa vez, falarei sobre… as Ordens! Já adianto, o próximo post trará Vantagens ligadas às ordens e, devo dizer, elas estão todas MUITO boas.

Ansiosos?

Até a próxima e não se esqueçam de curtir nossa página no Facebook !

– Dante

One comment

  1. Aì sim hein! Sempre desconsiderei os testes de degeneração de Sabedoria causados por atos de Moralidade (pelo menos os acima de 5). Afinal, estamos falando de indivíduos que, com o tempo,se distanciam naturalmente do mundo caído, aproximando-se do superno (ok nem todos, mas o de bom senso hehehe). Quanto as outras alterações, me parece que a característica será mais complexa, embora acredite que elas venham a somar e dar à Sabedoria a importância que merece.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *