Spoilers! Mago: o Despertar 2e – Ordens (Parte 2: Seta Adamantina e Guardiões do Véu)

Servir e Proteger

(Resumido de: We Can Make the World Stop e A Beautiful Crime)

Olá vampiros, destituídos, despertos, perdidos e tantos outros. Eu sou Dante Alighieri e irei apresentar aqui os spoilers já lançados para a segunda edição de Mago: o Despertar.

Hoje continuaremos os spoilers sobre as Ordens e iremos falar um pouco sobre o que leva os magos a escolherem a Seta Adamantina e os Guardiões do Véu. É claro que os seus capítulos no livro serão muito maiores do que estou apresentando aqui, que é para servir de guia e atiçar a curiosidade de vocês.

Nesta Segunda Edição, os Guardiões ganham um reforço ao seu tema e tom, devido ao fim da divisão de magias Vulgares X Cobertas, a mecânica nova de Reach e as mudanças na Sabedoria. Mais do que nunca, os Guardiões agora reforçam a importância de exercer a moderação e a Sabedoria (ou seja, meninos, não gastem Reach que não possuem para não puxar um Paradoxo indesejado). O tema da Seta, por outro lado, não sofreu grandes alterações, portanto, sem mais delongas, vamos aos spoilers!

***

Seta Adamantina

Música tema escolhida pelo Dave Brookshaw: We Can Make the World Stop

Por que escolher a Seta?

Os magos se juntam à Seta quando querem se definir pelo auxílio aos outros; aprender auto-disciplina e controle sobre sua magia; quando possuem um passado marcial ou regimentado e querem manter esse ethos, ou acreditam que a magia deve ser utilizada com honra e responsabilidade.

Hubris

Setas caem em hubris quando superestimam suas habilidades e criam Paradoxos tentando se libertar ou quando confrontados com suas próprias fraquezas e deficiências. É também fácil para um Seta eficiente achar que venceu todos os desafios simplesmente porque ele gerencia sua vida de forma metódica, esquecendo que as verdades da Ordem estão no conflito constante. Setas dedicados facilmente confundem desdém por evitar lutas necessárias com vontade de abandonar fins pacíficos. A violência tem sempre que ser uma solução, mas é raramente a melhor solução, então um Seta se torna cheio de hubris quando perde isso de vista. A vida para um membro da Ordem não é tão importante quando forçado a escolher entre existência e integridade, embora os Setas de maior hubris acham que manter sua palavra é mais importante que vidas humanas e moralidade.

Por último, a Ordem se orgulha de estar acima da política, focada em seus ideais de serviço. Quando um Seta assume o poder é quando eles estão mais forte e mais capazes de encarar uma ameaça. Para eles, isso é prudência e não poder: meramente escolher um lado pode definir e moldar a arena política. Setas cheios de hubris dispensam o papel de guardião para tomar o poder para si mesmos sob o desculpa de serem defensores capazes.

Vantagem

Adamant Hand (••)

Pré-requisitos: Status na Seta Adamantina •, (Briga, Esportes, ou Armamento •••, Especial)

Efeito: Seu personagem estudou extensivamente as artes marciais da Seta Adamantina. Isso permite com que ele use técnicas de combate como Yantras para Feitiços Instantâneos. Ao comprar esta Vantagem, escolha entre Briga, Esportes ou Armamento, o qual seu personagem deverá ter um mínimo de três pontos investidos. Essa Vantagem permite o uso da Habilidade escolhida em combate como uma Yantra de Ferramenta de Ordem reflexivamente, adicionando um bônus para um feitiço conjurado em turnos subsequentes, ou, para um feitiço conjurado reflexivamente no mesmo turno da ação de combate. Você pode comprar esta Vantagem múltiplas vezes para refletir os outros estilos.

***

Guardiões do Véu

Música tema escolhida pelo Dave Brookshaw: A Beautiful Crime

Por que escolher os Guardiões?

Os magos se juntam aos Guardiões quando: acreditam que a magia deve ter um nível mínimo de responsabilidade para se usar; quando eles sofreram devido a um acidente mágico e querem garantir que ninguém passe por isso de novo; quando seus interesses e habilidades estão em espionagem ou quando eles despertaram dentro do Labirinto e confiam que o sistema funciona.

Hubris

Inevitavelmente, alguns neófitos do Diamante críticos dos Guardiões se perguntam “Quem vigia os vigilantes?”. Arrogância e hubris vem com a separação dos magos dos Adormecidos e, apesar do foco da Ordem em punir sinais de hubris nos outros, eles não são menos capazes de cometê-los do que os outros magos. Crueldade e mentiras são ferramentas valiosas para os Guardiões, mas essas se tornam facilmente um hábito, então passam a ser as soluções padrão e, finalmente, prazeres. Praticar ações imprudentes (não sábias) por outras pessoas faz com que o Guardião sofra o débito kármico daquela pessoa, um estado a ser aceitado mas não celebrado. Guardiões cheios de húbris deixam de enxergar as razões verdadeiras para o Paradoxo, comumente recorrendo a justificativas egoístas para seus crimes. Além do mais, é necessário uma cultura de paranóia para que a Ordem funcione, mas isso também leva à desconfiança dentro e fora da Ordem.

Vantagem

Masque (• to •••••, Style)

Pré-requisitos: Status nos Guardiões do Véu •

Efeito: Os Guardiões devem adotar Masques [Máscara, em tradução livre], personas, para se destacar das necessidades sombrias de seu trabalho e ficar dentro de seu disfarce. Suas práticas antigas permitem que essa Máscaras se tornem pessoas diferentes quase que completamente; eles tem habilidades diferentes e mesmo códigos éticos que são apropriados para o papel. A cada nível de Masque, a persona ganha diferentes habilidades que só estão disponíveis para o personagem ao colocar sua Máscara. Adotar uma Máscara requer o gasto de 1 ponto de Força de Vontade, que não pode ser recuperado enquanto o personagem mantiver a identidade. Largar uma Máscara requer um minuto inteiro para “sair do personagem”.

Para obter Máscaras adicionais, compre elas como Vantagens individuais de 2 pontos. Isso dá Máscaras adicionais no mesmo nível que a Máscara primária.

Identity (•): Escolha uma Virtude e um Vício diferentes do seu personagem. Enquanto estiver utilizando a Máscara, seu personagem utiliza essas características em vez das suas.

Competency (••): Escolha um número de Especializações em Habilidades igual ao índice da sua Vantagem. Seu personagem usa essas Especializações em vez das suas enquanto estiver utilizando a Máscara.

Diffusion (•••): Escolha uma nova Signature Nimbus (Nimbus de Identificação, em tradução livre). Enquanto estiver utilizando a Máscara, seu personagem usa essa Nimbus em vez da sua própria.

The Code (••••): Escolha dois Atos de Hubris que seu personagem normalmente sofreria. Enquanto estiver na Máscara, seu personagem não arrisca perda de Sabedoria por estes atos.

Immersion (•••••): Escolha até 5 pontos em Vantagens. Quando sua personagem veste a Máscara, ela ganha acesso a essas Vantagens. Tais Vantagens devem ser partes lógicas da identidade e, de acordo com o Narrador, não podem incluir outras Máscaras.

***

O que acharam? Espero que tenham gostado. Semana que vem trago mais spoilers e, dessa vez, falarei sobre o Mysterium, completando as Ordens do Diamante e ainda trago os libertistas do Concílio Livre, junto, claro, de suas respectivas Vantagens: Egregore e Techné.

Ansiosos?

Até a próxima e não se esqueçam de curtir nossa página no Facebook !

– Dante

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *