Mas o que é mesmo God-Machine?

Não existe resposta definitiva para essa pergunta, ninguém e nem nada já viu ou se comunicou diretamente com o God-Machine. Oque se sabe sobe o God-Machine são os efeitos dos seguidores e dos desígnios do dele no mundo. Isso é assim por designe dos desenvolvedores do Chronicle of Darkness, pois uma resposta específica iria dificultar o uso do God-Machine em diferentes crônicas. Os desenvolvedores mesmos não determinaram claramente pra eles oque o God-Machine é.

Não é função do God-Machine explicar ou invalidar mistérios e fenômenos de outras linhas de jogos. Ele pode estar presente ou ausente de qualquer um dos outros jogos sem problema algum.

A princípio o God-Machine é apresentado como uma ameaça para os jogo centrados em Mortais e Demônios, os do tipo anjo caídos.

Chronicle of Darkness

Em jogos com Mortais o God-Machine é apresentado como um poder cósmico envolvido em diversos esquemas, desde o parente esquisito que aparece de tempos em tempos para deixar uma grana com a família e ninguém lembra de quem ele é filho, até esquemas pandimensionais que ameaçam o planeta inteiro. O tema aqui é o Sistema oculto, com um tom de engrenagens da Máquina.

O texto o tempo todo invoca a ideia de um segredo maior por de trás do próximo mistério, para quem lembra da primeira edição, sombras dentro de sombras. O tempo todo se usa palavras que lembram máquina e programação. Basicamente imagina se a Matrix fosse um divindade antiga de Lovecraft.

Os livros God Machine Chronicle Core e Chronicle of Darkness Core apresentam diversos planos em ação que vão da escala local, um bairro ou uma família, até coisas claramente envolvem mais do que uma realidade. A primeira edição mesmo tinha contos relacionados a esse tipo de coisa, tumbas na Lua e em novos continentes, membros da vizinhança que ninguém lembra de onde vieram, mas todos os tem em alta conta. Essencialmente o God-Machine é basicamente um termo off-game pra ajudar o narrador e jogadores a entrarem no clima. O clima é:

  • Existe um sistema maior oculto dos olhos humanos.
  • O sistema não teme a humanidade, mas escolhe se manter oculto
  • O sistema não se importa com a vida de indivíduos.
  • O sistema obedece uma metodologia e leva tempo para se adaptar.
  • O sistema é quase tão antigo quanto a História.
  • O sistema usa a tecnologia e mudanças sociais geradas pela humanidade
  • O sistema usa cultura e crença como roupagem.
  • O sistema não é omnisciente, omnipotente ou omnipresente.
  • O sistema é o God-Machine e suas Infra-estruturas.

Veja que personagens mortais dos jogadores irão interagir com as Infra-estruturas, cultistas, Anjos, Criptídeos e coisas mais estranhas ligadas ao God-Machine.

Demon: the Descent

Para Demônios, o God-Machine funciona de forma bem similar. Porém como os Demônios acreditam ter sido criados pelo God-Machine, eles vêem a figura divina como um pai ausente. O God-Machine é algo que nega aos Anjos algo básico, o God-Machine exigiu obediência em troca dessa omissão. A ciência dessa omissão é oque provoca a queda de alguns Anjos, transformando-os em Demônios. Alguns Demônios tentam dar o troco destruindo as criações e planos divinos, alguns se entregam a excessos como um forma de buscar o que lhes foi negado, alguns se tornam algo similar ao divino apenas vigiando seus planos sem interferir diretamente, e alguns buscam adquirir sua aprovação.

Outros

Em outros jogos o God-Machine e suas Infra-estruturas podem aparecer em contos e descrições de cenários, mas geralmente não são nada além de rumores ou detalhes.

O suplemento Contagion Chronicle até muda um pouco isso, pondo o God-Machine não como um antagonista a ser derrotado, mas como um mal menor perante uma ameaça maior, o Contágio.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *